Câncer de próstata

A próstata nada mais é do que uma glândula, que produz o esperma, liquido que contem nutrientes e levam os espermatozoides ao óvulo. Este órgão esta próxima da bexiga, e da mesma sai a uretra que atravessa a próstata e o órgão masculino. Isto faz com que qualquer enfermidade que afete a próstata, cause problemas na uretra e também na bexiga.

O câncer de próstata acomete principalmente homens idosos, mas também pode acontecer por conta do histórico familiar, hormônios, além do sedentarismo, excesso de peso e hábitos alimentares ruins.

O câncer de próstata em geral não causa sintomas em seu inicio, pois se desenvolve de maneira lenta. Quando a doença começa a se desenvolver de maneira mais rápida, e alcança um estágio avançado o individuo tem a sensação de não conseguir esvaziar a bexiga, sangue na urina e em alguns casos dificuldade para urinar. Quando a enfermidade se encontra em um nível gravíssimo é possível que o individuo sinta dor óssea, em especial nas costas.

O diagnóstico desta enfermidade pode ser feito por meio do toque no reto, mas também pode ser feito em laboratórios, por meio do PSA. Quando os níveis de PSA ou a glândula é considerada muito grande, é feita uma biópsia para que constatar se o tumor é benigno ou maligno. Dependendo do resultado, outros exames laboratórios podem ser solicitados para comprovar se houve metástase e detectar seu tamanho.

O tratamento desta enfermidade depende de cada individuo, e o tamanho e se é maligno, além da idade também ser avaliada. A remoção da próstata , radioterapia, hormonoterapia, além do uso de certos medicamentos. Para pacientes com idade mais avançada outros tratamentos são considerados, como o acompanhamento clinico mais leve.

As principais recomendações se baseiam na prevenção em um primeiro instante, é necessário que a partir dos 50 anos exames rotineiros sejam feitos. Homens com um número de PSA com 2,5 ng/Ml devem fazer os exames de maneira anual, ou de 2 em 2 anos.

E é necessário se lembrar de que uma alimentação saudável e a pratica de exercícios físicos são recomendações para evitar não só esta doença, como inúmeras outras.

Comércio varejista apresenta pior desempenho desde 2001, reporta Marcio Alaor do BMG

Segundo a PMC (Pesquisa Mensal do Comércio) divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), nesta terça-feira (14), houve recuo de 6,2%, em comparação ao ano de 2015, nas vendas do comércio varejista nacional. Dessa forma, o setor obteve sua maior retração desde que a série histórica de pesquisas foi iniciada pelo IBGE, em 2001. No ano passado, o setor varejista já havia registrado sua maior queda, com uma redução de 4,3% no volume de vendas, reporta o executivo do Banco BMG, Marcio Alaor.

Foram registradas quedas nos desempenhos das oito atividades que constituem o setor. De acordo com a análise do IBGE, seis delas apresentaram, no acumulado de 2016, o maior encolhimento de suas séries históricas. No entanto, como noticia Marcio Alaor do BMG, a partir de dados do Instituto, a expressiva queda no resultado geral se deu, notadamente, em consequência da fraca performance dos seguintes setores:

Livros, jornais, revistas e papelaria – Obteve o maior percentual de retração analisado pela pesquisa: 16,1% – seu maior recuo desde o início da série em 2001. Segundo o IBGE, a queda no desempenho, no caso da papelaria, é consequência da redução da renda do consumidor; já em relação a livros, jornais e revistas aponta-se a substituição dos impressos pelos disponíveis eletronicamente.

Móveis e eletrodomésticos – Apresentou redução de 12,6% (percentual menor que os 14,1% registrados no levantamento de 2015) mas ainda assim suficiente para representar a segunda maior queda no estudo de 2016. Para o Instituto, a venda de móveis e eletrodomésticos está intimamente ligada à disponibilidade de crédito no mercado e ao aumento do poder de compra real do consumidor, dois casos restringidos no último ano pela recessão econômica que vigente no país.

Equipamentos e material de escritório, informática e comunicação – o segmento evidenciou queda de 12,3% no volume de vendas (também sendo a maior retração do setor desde 2001). A elevação das taxas de juros e a alta do dólar durante o ano passado apresentam-se como principais razões, visto que boa parte dos itens e produtos são importados, resume o executivo do BMG, Marcio Alaor.

Outro setor que merece destaque é o de supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, que apresentou recuo de 3,1% nas vendas – a maior desde 2003, quando o percentual foi de 4,8%. A perda de renda e o aumento de preços, especialmente dos alimentos entregues à domicilio, são apontados como principais motivos da retração, informa Marcio Alaor, do BMG.

O comércio varejista ampliado, que engloba os segmentos de veículos e material de construção registrou queda de 8,7% – também a maior da série histórica. O setor de veículos, motos, partes e peças evidenciou um decréscimo de 14%; já quando tratamos de material de construção, a queda no volume de vendas foi expressa em 10,7%. Dentre os estados da federação, segundo a pesquisa, o único que não apresentou recuo foi Roraima. São Paulo e Rio de Janeiro apresentaram quedas de 7% e 11,3% respectivamente. O pior resultado foi registrado no Amapá, com 16,3% de retração, informa o executivo do Banco BMG, Marcio Alaor.

OS BENEFÍCIOS DA ACUPUNTURA AURICULAR PARA OS PROBLEMAS DE COLUNA

Que a agitação e tensão da vida moderna é a causa de grande parte dos males que afligem as pessoas todos sabem…mas e quando os remédios para aliviar dores nas costas e outras regiões não fazem mais o efeito esperado, o que fazer? A medicina chinesa tem a resposta: acupuntura auricular!

Notem que a orelha tem o formato de um feto de ponta cabeça e é justamente ai que se encontram os diversos pontos para a auriculoterapia. Usando-se pequeninas esferas, sementes de mostarda e até micro agulhas, podem ser tratados vários problemas da coluna, aliviando as dores na cervical, dorsal e lombar por exemplo, que tem os efeitos desagradáveis diminuídos quando não resolvidos. Dores nas costas, pescoço, nuca, pernas e quadril tem acentuada melhora com as microesferas que são fixadas com esparadrapo nos respetivos pontos, depois destes terem sido estimulados por meio do apalpador, que além de indicar o local exato do ponto específico faz a sua estimulação inicial para posterior fixação da esfera. Durante uma semana aquele ponto permanece com a esfera e passados os sete dias, deve-se trocar de orelha, seguindo o tratamento por mais ou menos oito semanas. Claro que o sucesso da terapia depende também da aceitação da pessoa para com este tipo de tratamento, que não deixa de ser um tipo de medicação, já que vem da medicina tradicional chinesa e porque os pontos ativam microssistemas que por sua vez ativam as células cerebrais as quais produzem as endorfinas, as proteínas ou seja lá o que for que a pessoa esteja precisando para minimizar ou sanar a patologia que o paciente tenha.

Se a pessoa já está fazendo uso de algum remédio, ela deve, evidentemente, comunicar isso ao terapeuta, pois na maioria das vezes a acupuntura potencializa os efeitos da medicação auxiliando na recuperação do paciente.

Outra vantagem da acupuntura auricular para os mais variados problemas de coluna é que não há necessidade de se colocar agulhas no local, evitando-se assim qualquer risco de agravamento do problema.

A acupuntura é uma prática milenar que comprovadamente auxilia o corpo em inúmeras enfermidades e lesões.

Entenda mais sobre a gastrite e o vírus H. Pylori

Uma pesquisa realizada no ano de 2016 demonstrou que gastrite afeta sete entre dez brasileiros, um número chocante, que faz com que as pessoas precisem entender um pouco mais sobre esta enfermidade.

Gastrite é basicamente uma inflamação aguda da mucosa das paredes estomacais, o que causa uma dor profunda. Esta inflamação pode ser causada por diversos fatores, mas ela normalmente é causada pela bactéria Helicobacter pylori, pois é encontrada no estomago de pessoas que desenvolveram gastrite ou úlcera, além de uma alimentação gordurosa, a ingestão de bebidas alcoólicas, o uso continuo de certos anti-inflamatórios e ácido acetilsalicílico e também a gastrite autoimune, que acontece quando o organismo produz anticorpos que acabam por atacar o corpo humano.

Os principais sintomas desta enfermidade e o mais conhecido é a dor extremamente forte que atinge o estômago na parte anterior do tórax, e que se espalha para outras partes, o que pode causar complicações.

Outros sintomas que também são comuns são: náusea, vômito, falta de apetite e sangue nos dejetos. A forte dor da gastrite pode causar também azia e queimação estomacal.

O diagnóstico é realizado a partir de um histórico clínico e o exame de endoscopia, onde é possível ver a mucosa do estômago, ambos são decisivos para diagnosticar a gastrite. Na grande maioria dos casos não é necessário fazer uma biópsia para diagnosticar.

O tratamento desta doença consiste em primeiro lugar diagnosticar a situação e/ou motivo que causa a enfermidade. A grande maioria dos médicos recomenda remédios para combater a bactéria H. pylori em conjunto com outros para aliviar os sintomas causados pela gastrite.

O uso de algumas substâncias como: álcoois, anti-inflamatórios e acetilsalicílicos devem ser diminuídos ou evitados, já que estão substâncias pioram a doença e a dor que a mesma causa.

O resultado do uso continuo e do seguimento das recomendações médicas costumam ter resultados satisfatórios e benéficos.

As principais recomendações se referem a mudanças de hábitos no dia-a-dia, como respeitar os horários das comidas, se possível comer de maneira tranquila e mastigar bem os alimentos, pois auxilia na digestão. Diminuir as porções para comer varias vezes ao dia, e assim permanecer menos horas em jejum.

Mudar a alimentação também é necessário, comer alimentos mais leves faz diferença, como frutas, verduras e alimentos com menos gorduras ou ácidos, pois os últimos machucam o estomago. Evitar fumar, beber café, bebidas que contenham cafeína ou álcool.

É necessário ressaltar que é essencial buscar por um médico e seguir suas recomendações para ter um diagnostico preciso e um tratamento bem-sucedido.

Claudio Loureiro e a mulher na sociedade: o desafio de se vencer os estereótipos na publicidade

O assunto “mulher” novamente está em alta nos dias atuais e amplamente discutido pela mídia. O motivo mais atual de tais discussões é o fato de que não há uma representatividade justa da população nas propagandas em geral, especialmente no que diz respeito à mulher, e mais ainda à mulher negra. A empresa de publicidade Heads Propaganda, fundada por Claudio Loureiro, tem se empenhado bastante na crítica quanto aos estereótipos de marketing, os quais, definitivamente, não representam a diversidade de gênero e raça na sociedade. O preconceito é perceptível e o consumidor está atento a isso.

Devido à necessidade de divulgação do movimento “He For She” da Organização das Nações Unidas, Claudio Loureiro estabeleceu uma parceria de conscientização na qual os trabalhos Heads Propaganda têm despertado nas pessoas a necessidade de se encarar com seriedade o marketing estereotipado. Somando-se a isso, as campanhas realizadas defendem a ideia de se produzir propagandas com aspectos mais diversificados, que representem os consumidores e suas características, diminuindo assim a disparidade entre o modo de vender e a realidade do consumidor. A agência de publicidade brasileira foi pioneira na aliança com os Princípios de Empoderamento das Mulheres da ONU e, uma das atividades recentes dessa parceria, a exibição de vídeos e imagens com mensagens e hashtags “Eles por Elas” em veículos de comunicação diversos. Objetivo? Mostrar que os homens também lutam pela igualdade de gênero.

A Heads Propaganda, dirigida por Claudio Loureiro, em uma campanha divulgada em 2016, trouxe ao olhar das pessoas o quanto falta nas propagandas, em geral, rostos femininos, não somente no mercado de consumo, mas em assuntos diversos como cultura e nacionalidade, onde os homens ocupam as telas uma ação machista que exclui a mulher dos patamares da sociedade. Uma imagem divulgada que retrata a intencionalidade da propaganda é um rosto humano composto por traços como indígenas e orientais, questionando por onde tem andado os rostos femininos nas propagandas.

Claudio Loureiro também divulgou nas páginas de internet da Heads Propaganda vários vídeos e imagens em que atores famosos, como Bruno Gagliasso e Érico Brás, apresentam discursos que questionam a igualdade de gênero e defendem a valorização da mulher. Na mensagem transmitida por esses personagens, as pessoas percebem o tom de indignação e compromisso, mostrando que a luta contra o preconceito não terminou e há pessoas influentes envolvidas na causa.

A mídia influencia o comportamento das pessoas e é por isso que é, também, ferramenta fundamental na disseminação de ideias, opiniões e modelos comportamentais. Para complementar a importância do marketing na luta contra o preconceito, a Heads Propaganda, de Claudio Loureiro tem mostrado que todos os esforços serão realizados até que se erradique o desrespeito, desvalorização e desigualdade de gênero e, consequentemente, até que sejam produzidas propagandas mais justas e realistas. A ideia central, e que resume a união dos objetivos da ONU e da conduta da agência, é uma chamada ao público em geral, que declara ser necessário assumir o compromisso por um mundo mais justo “Para todas e todos nós”.

 

Hepatite C: Sabe a diferença desta hepatite para as outras?

Hepatite C é causada por um vírus chamada VHC, transmitido normalmente por sangue contaminado. Esta enfermidade pode ser transmitida através de sexo ou por via perinatal (durante o parto), além do compartilhamento de seringas, instrumentos usados por manicure, tatuagem, etc.

Normalmente as pessoas que contraem Hepatite C desenvolvem uma forma da doença que causam estragos no fígado. A doença costuma evoluir de maneira branda, fazendo com que o diagnostico aconteça de maneira tardia.

Os principais sintomas aparecem tempos depois de contrair a doença, apenas no momento em que o fígado está bem debilitado. Em alguns casos, pode ocorrer formas mais graves da doença que tem sintomas como: mal-estar, vômito, náusea, icterícia, dores no corpo, perda de peso cansaço excessivo, e em alguns casos confusões mentais podem demonstrar que a doença atingiu níveis mais sérios.

Na grande maioria dos casos quem contrai a doença só percebe tempos depois de ter qualquer tipo de relação com o vírus, no momento em que já está com um quadro grave da doença, com sintomas graves como por exemplo: câncer no fígado, cirrose e insuficiência hepática.

O diagnostico se baseia em um exame especifico para detectar a hepatite C que consiste na investigação de anticorpos que combatem o vírus da Hepatite C. Ao dar positivo, a pessoa deve realizar exames complementares para especificar o quadro e encaminhar para o tratamento.

Mas muitas vezes a enfermidade tem condições de ser detectado durante exames de rotina, como os de sangue ou exames para outras doenças.

O Sistema Único de Saúde oferece um teste anti-VHC, de grande importância para diagnosticar a doença, mas é apontado apenas para pessoas que estejam no grupo de risco, como usuários de drogas, pessoas que tenham tatuagem ou pratiquem sexo sem proteção. Entretanto pessoas que fizeram transfusão de sangue antes do ano de 1993 devem fazer o texto, pois nesta época o vírus era desconhecido.

Ainda não há algum tipo de vacina contra este tipo de hepatite, mas as pessoas que adquirem o vírus carecem de receber as vacinas contra hepatite do tipo A e B, contra gripe e pneumonia.

A hepatite C é curável, mas nos casos em que a cura não é possivel, o tratamento procura domar a evolução da doença evitando outras complicações.

O tratamento pode ser realizado com interferon e ribavirina, medicações distribuídas pelo SUS, que tem efeitos colaterais como: febre alta, náuseas, dores no corpo, queda capilar, prostração, regurgitação e anemia. Outros remédios como o boceprevir, entre outros também fazem parte do tratamento.

Estudos têm revelado outros remédios potentes para o combate da doença, e que produzem menos efeitos colaterais, mas que ainda não são distribuídos pelo Sistema Único de Saúde, mas existem previsões de que em breve serão.

As principais recomendações para tratar desta enfermidade se baseiam em evitar as formas de contrair o vírus, já que para esta enfermidade não há vacina.

Evitar compartilhar objetos de higiene pessoal, de manicure, instrumentos usados para tatuagem que contenham sangue, pois o vírus VHC consegue sobreviver alguns dias fora do ser humano. Usar sempre preservativo ao ter relações sexuais, e caso seja portador deste vírus, evite consumir bebidas que contenham álcool, pois agravam os sintomas da doença.

 

Fadiga nos treinos? Que tal tentar isto?

E então, levanta a mão quem nunca saiu determinado a aproveitar aquele dia de malhação e de repente a empolgação já não é mais a mesma, a energia já não é mais a mesma e a gente não sabem de onde vem aquela sensação de ter sua energia drenada contra nossa vontade inicial. Noite mal dormida? Stress? Ansiedade? Respiração errada? Ou seria também sua mente provocando tais sensações que nos incomodam?

Diante dos dias radiantes de verão, é comum as academias de ginástica ficarem lotadas. Junto com a empolgação, os incentivos e estímulos propagados por todos os lados – inclusive pela mídia – vem aquele desejo de embarcar na sensação do momento à procura de um corpo ideal em um breve período de tempo.

Há, contudo, de mãos dadas à ansiedade pelos resultados instantâneos, aqueles dias de “inexplicável desmotivação”.

E se tudo estivesse explicado nos cuidados com sua mente?

No último dia 26, o site corpoacorpo.uol.com.br publicou um artigo que chama a atenção para a importância de ter cuidados especiais com a mente no intuito de manter a motivação durante os treinos. Entre outras sugestões do site, está “concentre-se em cada movimento: sinta o músculo contraindo e relaxando e perceba a respiração. É uma maneira de conectar a mente e o corpo”.

Em se tratando de “conectar mente e corpo”, torna-se de grande valor lembrar a importância da observação e qualidade da respiração. Sendo este ato essencial para nossa existência, muitas vezes tem sua qualidade comprometida devido aos imediatismos contemporâneos.

Em 15/07/2016, o site g1.globo.com/globo-reporter divulgou uma reportagem que incluía um vídeo falando sobre a necessidade de aprender, praticar e ensinar o ato de respirar corretamente também às crianças; técnica que, por sinal, pode ser aplicada a qualquer pessoa – independente da idade.

A partir do hábito de respirar de maneira ideal, obtemos a capacidade de observar e mudar conscientemente nossa reação aos estímulos negativos que as circunstâncias da vida nos propõem, tendo em vista que tal prática nos possibilita entrar em harmonia com nossa mente. É quando podemos encontrar aquela motivação, aquele empurrãozinho que faltava para “dar um upgrade em nossa vibe” e partir para um dia mais prazeroso que o habitual durante treinos de ginástica diariamente.

Sendo assim, vale a pena dar uma atenção especial aos cuidados direcionados à saúde da mente a fim de conseguir um equilíbrio com as atividades do corpo e aproveitar a imensa alegria de desfrutar de dias de malhação sem aquela fadiga indesejável.

 

Gripe: Entenda como se contrai, os tipos e o tratamento

Gripe ao contrário do que muitos pensam e banalizam, é uma doença aguda que aflige as vias respiratórias. Esta enfermidade acontece quando o organismo é infectado por um vírus chamado influenza. E ao contrário da crença popular resfriado e gripe não são a mesma doença: o resfriado é causado por um vírus chamado rinovírus, e tem apresentação diferente da gripe.

Ao longo do ano podem haver surtos de gripe, mas normalmente as pessoas adquirem com mais facilidade durante o inverno e em períodos frios ou de mudança brusca de tempo. No nosso país são registrados os maiores números de gripe entre abril e outubro, especialmente em regiões onde o clima é estável.

Alguns tipos do vírus influenza causam a gripe, como o H1N1 (gripe suína) ou a gripe aviária (H5N1). Mas normalmente a gripe é causada pelo vírus influenza tipo A e B e como acontece normalmente em determinado período, tem o nome de gripe sazonal.

A gripe pode ser transmitida por via respiratória, por inalar partículas da secreção que estão no ar. Por isso ao tossir e respirar são necessários cuidados.

Os vírus que necessitam de cédulas para sobreviver, como a influenza, optam pelas células do sistema respiratório. Ao ultrapassar o sistema de defesa das células, o vírus começa a se dividir. O vírus começa a manifestar os sintomas da gripe de três a quatro dias depois do contagio e pela replica do vírus, e as inflamações que causam.

Pela nossa percepção a gripe vem de forma súbita, provocando febre, cefaleia, dor no corpo, mal-estar, fraqueza, tosse, dor de garganta e coriza.

A gripe “normal” tende a melhorar em torno de cinco dias após sentir os primeiros sintomas, mas caso malcuidada pode perdurar por mais de sete dias. As melhoras dos principais sintomas são curadas de maneira rápida, mas a sensação de mal estar e fraqueza pode durar por mais dias.

Para pessoas que costumam ter baixa imunidade, a gripe pode ser preocupante e é chamada pelos médicos da gripe complicada. Esta situação pode ocorrer quando a pessoa contrai uma pneumonia viral, causada pelo vírus da gripe, uma pneumonia bacteriana, ou miosite. Este quadro pode acometer crianças com menos de dois anos de vida, e idosos.

O diagnóstico na grande maioria dos casos é feito por exames clínicos, na maioria dos casos pessoas que apresentam os sintomas há menos de quarenta e oito horas são diagnosticadas com gripe, porém existem outros exames que podem confirmar este quadro em pessoas que a doença evolui de maneira rápida e grave, muitas vezes tendo que ser hospitalizadas.

O tratamento consiste na maioria dos casos em remédios de suporte, como analgésicos, antitérmicos, hidratação intensa e repouso. Em situações mais graves podem ser introduzidos remédios antivirais, que só podem ser utilizados nas primeiras quarenta e oito horas a contar dos primeiros sintomas, mas quem decide se o remédio será benéfico para o tratamento ou não é o médico.

A prevenção da gripe se baseia em cumprir o calendário de vacinação e cuidados com a higiene, como cobrir com a mão ao tossir e espirrar para evitar a transmissão.

Verão sem mosquitos

No verão, é muito comum que sejamos incomodados por mosquitos. Além da irritação que os mosquitos causam, no Brasil eles têm sido causa de doenças que causam a morte, tais como dengue, zika e chikungunya. Essas três terríveis doenças são causadas pelo já conhecido Aedes aegypti. Portanto, extinguir os mosquitos de sua casa, não é apenas só uma questão de comodismo, mas também uma ação preventiva e necessária, valiosa não somente para você, mas também para sua família e vizinhança.

Conhecidos como pernilongos, borrachudos, muriçoca e outras tantas nomenclaturas, as diversos espécies de mosquitos sempre são um tanto quanto irritantes. Mais comuns em regiões quentes, como as tropicais e subtropicais brasileiras, essas conhecidas espécies costumam se proliferar em nossas terras. O popular pernilongo, é do gênero Culex, enquanto o borrachudo é do gênero Simulium pertinax. Apesar dos três mosquitos serem semelhantes pros nossos olhos, eles são diferentes, tanto em habitat, quanto em ciclo de vida e anatomia. Além de nos picarem, fazendo nosso pele arder e coçar, existem espécies que transmitem doenças. Preparamos essa postagem, para que você saiba como vencer a batalha contra os mosquitos, entendendo que existem formas diferentes de lidar com cada um deles.

Geralmente, fazemos uso de compostos químicos, na esperança de nos livrar dos mosquitos. Acontece que cada um deles, funciona de forma diferente em relação ao que atrai e o que age como repelente. A função do comporto químico, depende do receptor do mosquito, e com “receptor”, estamos falando das antenas.

Enquanto a atuação dos pernilongos se dá de noite, os borrachudos ficam com o período do fim da tarde pro começo da noite, já os Aedes atacam principalmente de dia. Enquando os Aedes e pernilongos são mais presentes em áreas urbanas, os borrachudos costumam atuar em áreas de mata.

Dito isto, vamos ao que importa: como impedir a ação desses mosquitos em nossas casas. A Agência Nacional de Saúde (Anvisa) diz que existem repelentes industriais com 3 tipos de princípios ativos: a Icaridina, o IR3535 e o DEET. Os três funcionam contra os borrachudos e pernilongos, mas o único componente que é páreo para o Aedes é a Icaridina. Já os repelentes naturais, não são altamente recomendados, por conta da curta duração, que é de aproximadamente 20 minutos. Os industriais tem a duração um pouco mais prolongada, mas é importante lembrar que o Aedes se adaptou aos outros compostos (por serem utilizados a mais tempo), sendo que por isso, apenas a icaridina e a picaridina são eficazes. Além de utilizar o produto com princípio ativo adequado, ajustar seu ar-condicionado em temperaturas entre 16°C e 18°C.

Não é eficaz apenas repelir os insetos, é necessária também a preocupação de exterminar todos os criadouros, principalmente do Aedes, evitando acumular água parada em calhas, vasos, pneus, etc. Fique de olho e não permita que esses mosquitos se criem nos ambientes que você frequenta. Para saber como acabar com o foco do Aedes, clique aqui.

Hospital Copa Star é sinônimo de tecnologia e sofisticação

Comparado a um hotel de luxo, novo empreendimento de assistência médica, chama a atenção pelo designer e pelo conforto dedicado ao paciente. Situado na rua Figueiredo Magalhães na zona sul de Copacabana, o Hospital Copa Star oferece toda a assistência de um hospital convencional, aliado a um conforto e sofisticação de um hotel luxuoso.

O empreendimento da Rede D’Or São Luiz, conciliou de forma inovadora o serviço de saúde prestada com a mais alta tecnologia e usou de artifícios luxuosos que vão desde a arquitetura até o conforto dos pacientes e acompanhantes. Para um atendimento de primeira classe, foram reunidos uma equipe com profissionais altamente qualificados e bem preparados. O Hospital Copa Star visa atender seus pacientes com comodidade, agilidade e qualidade, para isso conta com assistência personalizada e com ambientes funcionais.

Em se tratando de comodidade, o Hospital Copa Star ainda conta com um sistema chamado de Smart Hospitality, onde o paciente internado nas dependências do hospital consegue através de um aplicativo contatar e conversar com o médico, ter acesso aos seus exames, solicitar acompanhamento de um enfermeiro, entre outras funcionalidades que podem ser feitas através de um Ipad. Além de todo o diferencial entre os diversos hospitais privados, o sistema também é classificado como inovador e agrega ainda mais credibilidade ao hospital.

Um ambiente amplamente personalizado, onde o paciente pode em seu próprio leito de internação, modificar e personalizar seu ambiente onde irá se recuperar. Ele pode ter o controle sobre a iluminação, abertura das cortinas, de forma a tornar o ambiente o mais aconchegante possível dentro da percepção de cada um.

O projeto arquitetônico foi totalmente pensado de forma a inovar e manter princípios básicos de ser funcional, seguro e manter a discrição dos pacientes. Dessa forma foi criado uma área destinada ao fluxo de macas e outros tipos de equipamentos, deixando uma área para a movimentação dos profissionais de forma ágil para atender os procedimentos. Outro diferencial foi o bem-estar empregado em cada ambiente, juntamente com a sofisticação digna de um hotel de luxo. Os ambientes têm como característica incluir obras de arte, sendo comprovado em diversas pesquisa que a presença de manifestações artísticas auxilia na redução da ansiedade tanto dos pacientes, quanto dos acompanhantes, de forma a colaborar para a recuperação e bem-estar de todos.

Para a realização do Hospital Copa Star que já é tendência entre os hospitais mais renomados do mundo, foram feitos investimentos para aromatização interna e compra de 231 obras do pintor japonês Yutaka Toyota, proporcionando conforto e agradável sensação misturada a arte cinética em todos os ambientes. O valor investido em todo o projeto ultrapassou os 400 milhões de reais, sendo a área total de 21 mil m² divididos em sete andares com o que há de melhor em termos de conforto e tecnologia.

O Hospital Copa Star situado na cidade do Rio de Janeiro, foi o primeiro de uma lista que conta com cidades como São Paulo e Brasília para sediarem outros novos hospitais de luxo, onde irão contar com toda estrutura hospitalar alinhada a uma excelente qualidade em todos os sentidos.