Recomendações para marketing de conteúdo omnichannel

Uma estratégia de conteúdo omnichannel é frequentemente confundida com uma estratégia multicanal. Eles são semelhantes, mas ainda existem diferenças. Com o multicanal, você se esforça para atingir objetivos diferentes, dependendo do canal, enquanto na abordagem omnichannel, o conjunto de objetivos é o mesmo, mas diferentes canais são usados ​​para alcançá-los. Com o omnichannel, você não pensa em criar experiência separadamente para computadores, separadamente para dispositivos móveis, separadamente para tablets e relógios inteligentes. Pelo contrário, você adota uma abordagem única e holística.

Omnichannel é uma abordagem para multicanal. Consiste em fornecer conteúdo em qualquer ponto do caminho da compra (analógico, digital, na loja). Na prática, o omnichannel é uma estratégia de varejo que considera o usuário e todas as suas viagens entre canais do ponto de vista do usuário. A estratégia omnichannel assume que o usuário ingressa no processo e que em cada estágio ele será recebido com conteúdo especial. Então a interação com o canal será ótima.

A experiência omnichannel leva em consideração cada plataforma e dispositivo que o cliente usará para interagir com a empresa. Esse conhecimento é então usado para fornecer a ele uma experiência integrada visando economia de tempo e recursos. As empresas que usam esse método correlacionam suas mensagens, metas, objetivos e design com todos os canais e dispositivos.

A estratégia de conteúdo omnichannel se estende muito além de um nicho e fonte específicos. Ele garante que todo conteúdo chegue ao usuário final, que este obtenha a experiência perfeita sem perdas.

Multicanal é um fluxo de trabalho do ponto de vista da empresa: como seu cliente executará ações em cada canal. O Omnichannel analisa tudo através dos olhos de seus consumidores. Ele organiza a interação com eles através de todos os canais, para que seja contínuo, integrado e consistente.

A omni-canalidade sugere que os clientes possam começar de um canal e, à medida que avançam na solução de seus problemas, mudar para outro. Essas transições complexas entre os canais para os clientes devem parecer simples, indolor. Simplificando, o omnichannel é um multicanal, implementado de acordo com todas as regras.

A consistência das mensagens e notícias em todos os canais é muito importante para os negócios. Especialmente se eles se esforçarem para tornar a viagem de compras o mais eficaz possível. Tom, estilo e estratégia consistentes garantem clareza na troca de mensagens.

Uma lista dos principais tipos de marketing

O termo “marketing digital” começou a ser usado nos anos 90. Naquela época, o primeiro anúncio em banner apareceu e o setor de CRM estava apenas começando a surgir.

Seria supérfluo dizer que desde então a esfera do marketing passou por mudanças significativas. Muitos de seus tipos apareceram: alguns deles eram mais eficazes que outros. Neste artigo, você aprenderá sobre os principais tipos de marketing que existem hoje.

Marketing baseado em conta – O Marketing de conta é uma estratégia de marketing hiper segmentada, na qual o trabalho é realizado com um cliente individual. Os profissionais de marketing criam conteúdo, realizam eventos e lançam campanhas inteiras dedicadas a uma conta específica, não ao setor como um todo.

Marketing de Aquisição – O objetivo do marketing de atração é atrair novos visitantes para um site ou página de destino usando otimização de mecanismo de pesquisa, redes sociais, publicidade paga, direitos autorais e campanhas de geração de leads.

Marketing de afiliados – O marketing de afiliados é quando uma empresa recompensa outra por cada cliente que atrai, promovendo os produtos de um parceiro afiliado.

Marketing de Marca – O marketing da marca forma a percepção pública da marca e uma conexão emocional com o público-alvo por meio de narrativa, criatividade, humor e inspiração para os negócios.

Buzz Marketing – O marketing do Buzz é uma estratégia viral que usa conteúdo criativo, eventos interativos e influenciadores para criar o efeito boca a boca e o efeito de antecipação de um novo produto.

Marketing no Campus – Os especialistas em marketing do campus geralmente contratam estudantes universitários que anunciam um produto ou serviço em quiosques ou tendas especiais instaladas perto da escola, além de informações boca a boca.

Casual Marketing – O marketing causal está intimamente relacionado à responsabilidade social corporativa e, simultaneamente, visa aumentar o reconhecimento da marca e mudanças positivas na sociedade. Tudo isso é feito apoiando atividades de caridade.

Marketing de Conteúdo – Marketing de conteúdo é a criação, publicação e distribuição de conteúdo entre o público-alvo. Os componentes mais comuns de uma estratégia de marketing de conteúdo são postagens em redes sociais e blogs, além de conteúdo visual, livros eletrônicos e webinars.

O site precisa de formulários de lead?

O formulário de lead é uma ferramenta acessível para coletar contatos do usuário para posterior comunicação de marketing, eficaz e fácil de usar. A otimização do formulário de lead é uma das primeiras etapas para reduzir as taxas de conversão nos negócios online. Mas e se a conversão for reduzida não por causa da eficiência e da otimização dos formulários de leads, mas porque o usuário prefere comprar de forma diferente a partir de agora?

Como a comunicação de marketing mudou recentemente? Os formulários de lead foram eficazes quando o email e o celular continuaram sendo os principais canais de comunicação e notícias. Se o usuário quisesse receber ofertas atuais da empresa, ele precisava preencher um formulário de inscrição em nosso site. As empresas experimentaram diferentes canais de marketing (por exemplo, vendas através de redes sociais). Mas os usuários recorriam persistentemente aos formulários de inscrição para obter informações sobre o produto, marca e ofertas especiais que podem gerar economia e benefícios.

O que está acontecendo hoje? A audiência de mensageiros instantâneos está aumentando. Portanto, o Facebook Massenger possui 1,2 bilhão de usuários ativos. A popularidade, acessibilidade e simplicidade dos mensageiros instantâneos determinam como o usuário deseja comprar bens e serviços online.

Os smartphones modernos com suporte à Internet de alta velocidade, a qualidade da cobertura da Internet e um aumento na geografia da cobertura contribuem para um aumento no número de usuários ativos de mensagens instantâneas. Esta é a forma de comunicação mais barata, rápida e fácil para os usuários: não requer registro adicional, novo ID, troca de novos contatos. Integra-se à lista de contatos do dispositivo e puxa automaticamente os usuários.

Mensagens para comunicação eficaz de marketing – Os usuários começaram a perceber os mensageiros não apenas como um canal de comunicação pessoal, mas também como um canal de recebimento de informações das marcas. 9 em cada 10 usuários estão prontos para receber mensagens das empresas por meio de mensagens instantâneas.

Ao implementar mensagens em tempo real (por meio de redes sociais ou mensageiros instantâneos) em seu site, você permite que os usuários saibam que entendem o que eles desejam e como desejam receber informações.

CEO da Empiricus faz análise sobre suas ideias de investimento

Uma das consequências da decepção com os números do superávit comercial da China é a possibilidade de serem implantados novos estímulos monetários em um futuro próximo, reporta Felipe Miranda, CEO da Empiricus. A posição do Banco Popular da China, ao anunciar uma leva de incentivos, corroborou com essa hipótese, fazendo com que os mercados demonstrassem certo otimismo.

A notícia sobre a recente redução no volume das exportações da China, logo após o anúncio do número de postos de trabalho criados nos Estados Unidos, que ficou abaixo do esperado, também serviram para ampliar as expectativas dos especialistas sobre uma possível queda de juros ao redor do globo.

Se os juros se aproximarem de uma margem negativa nos países mais ricos do mundo, tudo o que não paga rendimento se torna mais vantajoso, relativamente. De maneira metafórica, é como é como se os investidores pudessem realizar um carry trade com o ouro, informa o CEO da Empiricus. Não por acaso, o metal tem se valorizado continuamente, e os maiores bancos centrais do mundo estão acumulando toneladas de ouro nos últimos meses. Para se ter uma ideia, o Banco Popular da China acrescentou pelo menos 100 toneladas do metal precioso às suas reservas somente esse ano.

Com essa tendência, muitos investidores estão correndo para adquirir o ouro antes que ele ultrapasse o patamar de US$ 2 mil a onça. A Empiricus, por outro lado, já identificava o grande potencial desse metal precioso muitos antes da tendência adquirir as proporções atuais.

Por outro lado, caso tenha existido alguma dúvida de que o Copom estaria planejando encerrar ou cortar o seu processo de cortes da taxa Selic devido a valorização recente do dólar, essa hipótese já foi descartada. Como o Fed (Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos) demonstrou uma trajetória de cortes de sua taxa básica, isso significa que o dólar pode perder valor frente a várias moedas. Desse modo, a previsão é de que a Selic alcance 5% até o final de 2019, ou ainda menos.

Segundo as previsões do Bradesco, o juro básico será de 4,75% em dezembro de 2019. Quando alguns analistas anteciparam algo similar há alguns meses, muitos consideraram ser um exagero, mas com uma empresa do porte do Bradesco reconhecendo essa possibilidade, as chances da mesma se concretizar se tornam cada vez mais incontestáveis, noticia Felipe Miranda, da Empiricus. Outra instituição de peso que também divulgou essas mesmas projeções foi o Bank of America Merrill Lynch.

Paralelamente, o chamado “risco-Brasil”, que é medido de acordo com os contratos de CDS, chegou a atingir a sua mínima de 2019, ficando em 124 pontos-base, a margem mais baixa desde o ano de 2013. Com a análise desse conjunto específico de fatores, o mercado brasileiro já pode se preparar para uma nova atualização por parte das agências de classificação de risco, comenta o CEO da Empiricus, empresa nacional que divulga boletins independentes com as principais informações sobre finanças, além de preparar relatórios indicando a sua clientela as melhores opções de investimento.

Use o redirecionamento para retornar visitantes ao site

Uma das maneiras mais razoáveis ​​e simples de atrair clientes é seguir as pessoas que já acessaram seu site. Isso não é novidade, mas as marcas devem ser mais competentes em sua abordagem. O redirecionamento usa cookies para fornecer aos consumidores anúncios relevantes e personalizados com base no histórico do navegador e seduzindo-os a retornar ao site para uma compra.

Usando o redirecionamento (vendas de anúncios em tempo real), os profissionais de marketing podem exibir anúncios gerados individualmente, relevantes para os consumidores e que mostram produtos que eles salvaram para mais tarde ou são compatíveis com compras anteriores. Se um cliente sair do site sem uma compra, ele poderá ser devolvido apenas usando conteúdo relevante. A publicidade deve ser personalizada para envolver os clientes de acordo com suas solicitações.

O conteúdo da publicidade também deve ser criativo para atrair novamente a atenção do cliente e, é claro, deve conter um texto promocional que se concentre em qualidades adicionais dos seus negócios. Isso ajudará o consumidor a contextualizar a compra. Anuncie em tempo real para ajudar a aumentar a conversão – Como mencionado anteriormente, os lances em tempo real podem ajudar na conversão de anúncios, pois eles são exibidos no lugar certo e na hora certa.

O maior envolvimento dos consumidores ocorre quando ele está vinculado a determinados eventos ou outros elementos de conteúdo significativos (ou temporários) por meio de outro dispositivo. Observamos um nível de envolvimento 10 vezes maior na indústria de médio porte, que usava anúncios personalizados em tempo real.

Fornecer o conteúdo certo no momento certo é essencial para aumentar sua taxa de conversão geral. Com todos os detalhes claros sobre o produto, você pode tornar essa mensagem direcionada um apelo à ação muito mais convincente.

Suporte a anúncios com outros canais – A promoção cruzada é fundamental e pode ajudar a estender a experiência personalizada e direcionada fornecida pela publicidade gráfica.

A publicidade gráfica deve ser suportada por e-mail de acompanhamento e outros canais: não apenas ajuda a empurrar o cliente para o funil de vendas, mas também pode ajudar os vendedores com informações extremamente importantes. Se você já tem controle sobre os dados do produto, pode usar esse conteúdo fora dos anúncios gráficos.

Todas as ferramentas de marketing, das mídias sociais ao eCRM, podem se beneficiar do marketing de conteúdo detalhado que esses dados nos fornecem.

Técnicas de Marketing de Entrada

No topo, existem quatro ações (Atração, Conversão, Abordagem, Prazer) que acompanham o caminho de um estranho para um evangelista da sua empresa com marketing de entrada. A parte inferior descreve as ferramentas de marketing usadas para realizar essas ações. Observe que as ferramentas estão listadas nas etapas em que entram em jogo pela primeira vez. Várias ferramentas, por exemplo, email, podem ser necessárias em diferentes estágios da técnica.

Técnica comprovada da era digital – Desde 2006, o Inbound ou, em outras palavras, o “inbound marketing” se tornou um dos métodos mais eficazes nos negócios online. Em vez dos métodos antigos de marketing de saída para comprar um anúncio, comprar listas de endereços de e-mail e solicitar leads, o marketing de entrada visa criar conteúdo de alta qualidade que atraia as pessoas para sua empresa e produto, onde elas se sentem bem e confortáveis. Ao publicar o conteúdo de acordo com os interesses de seus clientes, você atrai naturalmente o tráfego de entrada, que é convertido em leads, e você se aproxima e desfruta de cooperação por um longo tempo!

O que é de entrada? O princípio do marketing de entrada na criação e distribuição de conteúdo. Ao criar um conteúdo personalizado que seja interessante para seus clientes, o marketing de entrada atrai a atenção de pessoas específicas e as faz voltar novamente. Ao publicar o conteúdo certo no lugar certo e na hora certa, seu marketing se torna relevante e útil para seus clientes. O discretamente a lealdade e o amor de seus clientes.

Princípios básicos:

Criação de conteúdo – Você pode criar conteúdo direcionado que responda às perguntas e necessidades básicas de seus clientes e distribua-o amplamente.

Ciclo de vida do marketing – Você já sabe que as pessoas passam por estágios de interação com sua empresa, e cada estágio requer ações de marketing diferentes.

Personalização – Ao aprender mais sobre seus clientes em potencial ao longo do tempo, você pode personalizar melhor suas mensagens e adaptá-las às suas necessidades e exigências específicas.

Multicanal – O marketing de entrada é multicanal, pois permite que você interaja com os consumidores por meio de diferentes canais, dependendo do estágio da interação em que se encontram.

Integração – Suas ferramentas de publicação e análise funcionam juntas como um grande mecanismo, permitindo que você se concentre na publicação do conteúdo certo, no lugar certo, na hora certa.

Conteúdo na loja online

Cada um de nós adora bons livros. Bom, isto é, aqueles que podem ser interessantes, que são ótimos para escrever, que transmitem conhecimento ou apenas divertem. Você deve ter lido algo que era superficial e sem valor. Tais trabalhos costumam pousar rapidamente na prateleira e nunca mais voltaremos a eles. Por quê? Porque nenhum de nós gosta de conteúdo que não está contribuindo, da mesma forma que o conteúdo encontrado em lojas online. Um cliente que procura um produto deseja receber o máximo de informações possível para ajudá-lo a tomar uma decisão de compra.

Descrições pequenas são um problema para muitas lojas online. Não apenas que os mesmos produtos tenham conteúdo idêntico em lojas diferentes, eles geralmente são reduzidos e não fornecem nenhuma informação ao comprador. Atualmente, o interior conta e, na sua loja, é o cartão do produto e sua descrição. Ao criar uma loja online, esquecemos os textos e os principais negócios. As imagens são uma coisa, mas não são suficientes para mostrar todos os recursos do produto. Não vamos nos enganar: descrições não são importantes para nós, preferimos nos concentrar em estoque, atendimento ao cliente ou contabilidade. Obviamente, esses pontos também são importantes, mas não são os que atraem os clientes para sua loja.

Em uma loja estacionária padrão, é muito mais fácil convencer o cliente a comprar. Vários estímulos que afetam o comprador permitem que você “force” uma reação ou decisão de compra. É por isso que existem porteiros nas lojas de grandes marcas, cada departamento tem seus consultores, fragrâncias adequadas à marca e ao departamento se propagam no ar, e a música certa é emitida pelos alto-falantes. Todo o envelope de vendas foi aperfeiçoado, entre outros. As empresas gastam muito dinheiro para estudar o comportamento do consumidor, e os resultados são usados ​​para melhorar os padrões.

É semelhante no comércio eletrônico. Podemos examinar todas as ações que o cliente executa e ajustar o conteúdo do nosso site às expectativas dos compradores. Nosso objetivo é despertar o interesse do comprador. Podemos fazê-lo por nome, foto ou preço. Quando conseguirmos interessar o cliente, ele prestará atenção à descrição completa do produto.

Marketing boca a boca

O marketing é uma coleção de várias ferramentas que permitem alcançar o cliente com uma oferta. Às vezes, métodos comuns, conhecidos e desgastados deixam de produzir resultados, à medida que os compradores se tornam resistentes à mensagem publicitária. Anestesia de publicidade é um fenômeno muito popular. Em tais situações, outras formas mais “loucas” de marketing são úteis para os negócios: boca a boca, buzz ou marketing viral.

Palavra de boca – O boca a boca, também conhecido como marketing boca a boca, está associado à tradição secular de passar informações de boca em boca. Já nos tempos históricos, o melhor meio da história era a memória humana. O pai passou a história para o filho, que a compartilhou com o descendente. A própria ideia do marketing boca a boca começou a se interessar na década de 1940. Tudo se deve ao fato de que essas campanhas são difíceis de planejar e controlar. Isso ocorre porque seu efeito é voluntário e espontâneo e, o que é mais importante, fala dos próprios consumidores sobre o produto ou serviço.

O papel principal dos profissionais de marketing envolvidos no marketing de sussurro é estimular a conversa sobre um tópico selecionado. Como fazer? Esta é a pergunta mais difícil mas você pode encontrar a resposta. Antes de tudo, você deve organizar reuniões, fornecer aos clientes o conteúdo certo que os mobilizará para reagir. A segunda parte dessas atividades é fornecer aos usuários as ferramentas certas para que eles possam transmitir informações. Essas ferramentas são, por exemplo, blogs, fóruns, salas de bate papo, etc. Construir uma comunidade fiel é a base para tais ações.

Os profissionais de marketing que trabalham nesse tipo de campanha não podem permitir que consumidores e usuários de um produto ou serviço se tornem seus inimigos. A ética requer uma mensagem clara. Você não pode se passar por um usuário e fornecer informações positivas sobre a marca ou incomodar seus concorrentes em nome deles.

O marketing boca a boca é a fonte de informações de marketing mais confiável e mais bem recebida pelos clientes. O marketing boca a boca e todas as suas variações são uma ótima ferramenta que funciona bem no mercado atual. Inovação e diversidade permitem se destacar com a oferta entre os hype predominantes na publicidade, causados ​​entre outros pela concorrência

Como a amostragem afeta as vendas?

Cada um de nós prefere experimentar o produto antes de comprá-lo. Graças a isso, sabemos que atende ou não às nossas expectativas. Testadores, amostras, degustações, versões demo e até test drives são um dos elementos de marketing que acompanham as vendas nos negócios. Uma campanha de marketing de amostra bem conduzida pode ser lucrativa. Então, o que você deve fazer para começar a trabalhar nessa direção?

A história de doar amostras grátis de produtos é tão antiga quanto o mundo, não é uma invenção do homem moderno. Testar ou provar produtos tem o poder de convencê-lo a comprar. Os especialistas acusam essa forma de marketing de que é impossível avaliar realmente qual será a resposta e que a variedade de amostras de marketing é muito menor do que a das campanhas de marketing tradicionais.

A principal razão para a baixa eficiência da amostragem é a seleção incorreta de pessoas a quem servimos amostras. Isso pode ser visto muito bem no caso de amostragens realizadas em supermercados ou durante grandes eventos. Como muitas vezes acontece que a anfitriã é uma funcionária contratada pela agência e, às vezes, é filha de um colega de trabalho, ela não tem ideia do produto que recomenda ou doa. O treinamento rápido não permite que você entenda completamente os produtos e suas funções ou aplicações, e mais importante: as anfitriãs não escolhem o destino corretamente. Um funcionário especializado é mais caro, mas sua eficácia também é maior.

O segundo problema ocorre com o ciclo de vida do produto. Quanto mais jovem ele é, mais campanhas promocionais e amostras. Nos estágios iniciais da vida, tentamos enraizar sua existência na mente dos consumidores. Não se deve esquecer que uma mercadoria que já está no mercado há algum tempo também pode aumentar as vendas graças a um autodeclarado.

Onde e quando a amostragem funcionará? Se você deseja introduzir um novo produto na loja ou no mercado – as amostras são uma das formas mais populares de promoção. Você deve estar interessado no produto, antes de tudo, nas pessoas que usam produtos semelhantes. As indústrias de multimídia e música estão se saindo muito bem nesse tópico. Demonstrações de jogos, faixas de álbuns individuais e “bailes de formatura” para revisores que podem tocar antes de todo mundo antes e depois escrever uma extensa revisão são ferramentas que podem acelerar e aumentar as vendas.

Como integrar marketing e vendas?

Existem muitas empresas nas quais o departamento de marketing e o departamento de vendas são duas equipes completamente separadas que são executadas em direções completamente opostas. Tudo por falta de organização, concorrência ruim e pior de tudo – má gestão por parte dos tomadores de decisão. Olhando para as empresas de dentro, você pode notar muitas “pequenas coisas” que estragam a comunicação interna e, portanto, todo o processo de vendas e marketing nos negócios online.

Imagine que você está introduzindo um produto novo e exclusivo em sua loja. O departamento de marketing obtém seus objetivos e o departamento de vendas obtém seus objetivos. Cada departamento é contabilizado pelos resultados. E aqui surge o primeiro erro de pensar. O marketing aceita os leads adquiridos e o departamento de vendas para as vendas reais. A qualidade do chumbo pode se tornar um fruto da discórdia, que ele compartilhará no início da cooperação. Afinal, sabe-se que, mesmo se adquirirmos 80% dos leads, nunca haverá 100% de conversão deles. Enquanto o departamento de marketing pensa em melhorar a campanha e alcançar o cliente, o pessoal de vendas está fazendo de tudo para vender o maior número possível de produtos. Eles fazem isso com a ajuda das ferramentas disponíveis: computador, telefone e vendas diretas. Quando os comerciantes desafiam a competência dos profissionais de marketing, eles tentam se defender com

Um tempo de mudança – Nos últimos anos, muita coisa mudou na percepção do papel do departamento de marketing na venda de produtos. Até recentemente, ele lidava com a preparação de folhetos, a compra de espaço publicitário em revistas, mas seu papel mudou. Se houver consistência na empresa e os processos forem claros e transparentes, haverá situações em que os departamentos determinam conjuntamente a estratégia de vendas e marketing. Os profissionais de marketing desenvolvem “cartões de vendas”, folhas de dicas para os comerciantes, que contêm as características mais importantes dos produtos vendidos. Esses cartões podem ser usados ​​em contatos com clientes corporativos e como base para descrições de mercadorias na loja virtual. Hoje, os profissionais de marketing coletam dados sobre os clientes, analisam-nos, geralmente são responsáveis ​​pela compra de licenças e contatos com empresas externas. Esse departamento trabalha para fazer com que o cliente receba algo mais.