Atualizações do Windows 10 demandam cada vez mais da CPU em pesquisas locais

Usuários do sistema operacional Windows dentro e fora do Brasil estão relatando uma drástica queda de performance do Windows 10 de acordo com as últimas atualizações que ocorram no sistema. A atualização “KB4512941”, a última atualização lançada em 30 de agosto de 2019, fez o sistema operacional utilizar ainda mais o processamento do computador permitindo que a “Cortana” use ainda mais a CPU do computador. O sistema Windows 10 já tem como característica a lentidão do sistema de acordo com diversos usuários.

Em notícias e em diversos fóruns na internet falando sobre o assunto, usuários inconformados dizem que a solução para esse problema pode ser encontrada quando é desativada a integração entre o menu iniciar junto com a pesquisa do Bing. Isso aponta que o recurso Cortana do Windows pesa muito para a CPU, fazendo com que o processamento fique constantemente na casa dos 100%.

A dona do sistema operacional Windows, Microsoft, lançou uma página específica voltada para cada atualização já lançada, e permite reunir todas as informações relevantes sobre as atualização explicando onde ocorreram as mudanças a cada atualização comentando sobre possíveis erros. No dia 3 de setembro de 2019, a página da empresa informou que não está ciente sobre os problemas relatados devido a última atualização.

O Windows 10 é um sistema configurado de fábrica para facilitar a vida do usuário quando algo é digitado no menu iniciar, mostrando a pesquisa dos arquivos contidos na máquina do usuário ou na internet, por meio do Bing. A pesquisa realizada no Bing acontece de forma automática quando qualquer coisa é digitada no menu iniciar, pesquisando resultados também na web.

Nas versões anteriores do Windows 10, o usuário podia fazer sem grandes dificuldades essa desintegração entre a pesquisa no menu iniciar com o Bing integrado. Porém, nas atualizações mais recentes do sistema, essa opção deixou de existir.

Segundo informa o site “Windows Laster”, foram identificados alguns problemas relatados por “Insiders”, usuários do sistema que voluntariamente dão feedbacks sobre as atualizações do Windows que vão ocorrendo e somente após esses feedbacks as atualizações são distribuídas entre todos os usuários. Porém, os problemas de saturação da CPU relatados pelos “Insiders” não foram relevantes e ainda assim, a Microsoft disponibilizou as atualizações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *