Mais de 100 mil vídeos e 17 mil canais foram excluídos pelo YouTube

O YouTube informou que foram removidos mais de 100 mil vídeos da plataforma em decorrência do descumprimento das políticas de uso do YouTube, como divulgação de discurso de ódio, entre outras regras descumpridas. Além disso, a plataforma também informou que 17 mil canais foram excluídos do YouTube pelo mesmo motivo, sendo o principal descumprimento os discursos de ódio realizados nos vídeos.

A iniciativa faz parte dos esforços da plataforma em manter o cumprimento das responsabilidades aplicadas ao modelo de plataforma aberto. Nos últimos anos, a empresa divulgou que excluiria pouco a pouco vídeos que disseminam discursos de ódio além de outras informações que ferem as políticas de uso da plataforma.

Segundo as notícias publicadas pelo YouTube, o trabalho de identificar e excluir esses conteúdos é dividido em quatro etapas: remover os conteúdos identificados como impróprios, destacar os conteúdos que estão dentro da diretriz, recompensar os criadores de conteúdos e artistas que conquistaram confiança na plataforma e limitar as diversas políticas de uso da plataforma.

Devido a todos esses esforços, nos últimos 18 meses a plataforma conseguiu reduzir 80% das visitas aos vídeos que apresentavam conteúdos impróprios, antes obviamente da eliminação por completo desses conteúdos.

De acordo com a nota publicada pelo Google sobre a remoção desses conteúdos e dos canais da plataforma, as mudanças nas políticas de uso resultaram nesse combate ao discurso de ódio. “A atualização das políticas de uso que preveem a exclusão de conteúdos com discurso de ódio teve grande impacto na identificação de conteúdos na plataforma. Foram vários meses para que o desenvolvimento dessa nova política terminasse, assim como muito trabalho de nossas equipes para a criação de ferramentas funcionais que pudessem estabelecer a conformidade dentre os diversos conteúdos postados pelos usuários”, informou o Google.

Além das regras aplicadas ao discurso de ódio, o YouTube também atua no combate a conteúdos sobre assédio, o que inclui até mesmo assédio que possa ocorrer entre criadores de conteúdos.

Em 2017, a plataforma expandiu e melhorou a tecnologia utilizada para identificar conteúdos que violam as políticas de uso da plataforma. “87% do total de 9 milhões de vídeos excluídos ao longo do segundo trimestre de 2019 são caracterizados por conteúdos identificados pela primeira vez pelo sistema automático que implementamos”, explicou o Google.

Como criar um blog?

Deseja iniciar um blog ou iniciar atividades de marketing de conteúdo e não sabe como criar um blog? Você pode fazer isso em algumas etapas simples e começar a postar imediatamente. É disso que trata o texto abaixo.

Por que vale a pena blogar? Faz muito tempo que os blogs eram apenas diários online. Atualmente, os blogs não são apenas interessantes e divertidos, mas também lucrativos se o conteúdo criado for realmente bom, o que significa que os blogs executados sistematicamente podem gerar renda se forem promovidos o suficiente e seu número de visualizações qualitativas todo mês é calculado pelo menos em milhares.

Como montar um blog que valerá a pena ser mantido? Lembre-se de que um blog da empresa deve ser executado de maneira profissional; verifique se ele está sob o domínio da empresa. Não use plataformas gratuitas, que podem excluir o blog inteiro a qualquer momento.

Acostumando-se ao WordPress – Em pouco tempo, você pode dominar esta plataforma em um nível avançado. Em caso de problemas, documentação e fórum estão disponíveis para ajudar.

Plugins que suportam seu trabalho – A grande vantagem do WordPress como plataforma de blogs são os plugins gratuitos que melhorarão nossa operação. Os mais úteis definitivamente incluem plugins que otimizam nosso conteúdo em termos de SEO e botões que permitem compartilhar textos nas mídias sociais.

Como escrever textos e notícias para serem lidas? O marketing de conteúdo, ou seja, a promoção por meio do conteúdo criado, é um dos campos de marketing que mais cresce. O marketing de conteúdo está entre as três maiores prioridades de marketing para 2019 e, de acordo com a pesquisa da Hubspot, 72% dos criadores de conteúdo no B2B colocam a criação de conteúdo cada vez mais atraente como a tarefa mais importante para o futuro, enquanto 65% deles desejam entender, acima de tudo, quais conteúdo é eficaz e o que não é.

Também é importante que você saiba exatamente quem é seu destinatário alvo. Dependendo do status social, da renda, da profissão ou da indústria, você terá que usar o idioma certo em sua mensagem, ensinar outras coisas e apresentar-se de maneira diferente.

Você pode publicar sua pesquisa em grupos de discussão (por exemplo, no Facebook) e receber respostas dentro de algumas horas. A coleta dessas informações permitirá criar um conteúdo melhor e produtos posteriores.